23 de janeiro de 2018

Encontro do Pererê com o Amigo da Onça ( revista O Pererê setembro de 1963)


Ontem, folheando um exemplar de Pererê ( de setembro de 1963) deparei com esse encontro de dois gigantes do universo hagaqueano brasileiro: Pererê de Ziraldo e Amigo da Onça de Péricles. Os dois personagens eram publicados pela mesma empresa ( O Cruzeiro dos Diários Associados de Assis Chateaubriand) e já tinham se encontrado na famosa página mensal do Amigo da Onça na revista O Cruzeiro três anos antes, com olutros personagens da casa ( essa eu soube ontem também, em postagem do antenado Luiz Carlos Rodrigues compartilhada pelo sempre atento Quim Thrussel - imagem abaixo) . Péricles faleceu em 1961. Ziraldo continua firme aos 85 anos. E Pererê e Amigo da Onça, embora não estejam sendo publicados há muitos anos, viverão ad eternum na mente e no coração dos que amam a arte,a poesia e a criatividade humana.


22 de janeiro de 2018

Capa do Mês: Revista do Rádio nº 99 - 31/07/1951


Esse abraço apertado na capa da Revista do Rádio nº 99, entre dois dos maiores intérpretes da época, não era pelo visto mero marketing. Há pistas da amizade sincera, como na volta de Orlando Silva à Rádio Nacional no início do mesmo ano ( mais exatamente 27/02/1951), quando Francisco Alves recepcionou Orlando chamando-o de "velho e querido amigo" e recebeu de volta um "você é um grande amigo". Curtam acima essa que é uma das mais expressivas capas da famosa revista e a gravação desse encontro, em vídeo do Adilson Flavio Santos da Confraria do Chiado ( de 2015), que gravou direto do LP "Francisco Alves - E Suas Composições"

https://www.youtube.com/watch?v=wdJpeQRdKko 


19 de janeiro de 2018

Exposição Renato Russo ( MIS - janeiro de 2018)


Voltando do recesso, desejo a todos os leitores do Almanaque um ótimo 2018!

Nas minhas mini-férias, acabei visitando a exposição do Renato Russo no MIS/SP, junto à minha família escudeira. Para o primeiro post do ano então, seguem as imagens dessa grandiosa exposição, que não só procurou capturar Renato Russo na sua produção conhecida, mas adentrou com propriedade lados de sua criatividade pouco explorados, como sua porção cineasta, artista plástico, desenhista e escritor. Claro, estavam lá os discos de ouro/ platina, o auge do Legião, os discos solos, mas foi bem interessante conhecer o autor em toda sua magnitude, incluindo, claro, sua infância/adolescência, que já davam mostras de sua explosão criativa futura, como seus anos punk ao lado da seminal Aborto Elétrico e sua verve folk como trovador solitário ( um pouco antes da formação da Legião Urbana). As letras originais, rascunhos, cadernos, cartas, diários e objetos pessoais deram um belo upgrade. E saber que ele desenhava muito e constantemente, me deixou bem impressionado.













O pequeno Renato Manfredini Jr. toca prato na cerimônia de entrega dos diplomas no jardim de infância - 1964







"Não devo rasgar caderno do colega" ( escreva 100 vezes...)






Renato Russo lia em inglês desde a mais tenra idade...


Caderno com perfil e toda "futura" carreira da banda imaginária criada por Renato Russo quando caiu doente por dois anos na adolescência


Caderno universitário de Renato Manfredini Jr., aluno de Comunicação Social do CEUB ( Centro de Ensino Unificado de Brasilia) - 1978  



Lista de programação do programa "With the Beatles" da FM Planalto, apresentado e produzido por Renato Russo (1983)..
Carta elogiosa de ouvinte parabenizando Renato pelo programa semanal "With the Beatles" ( 1983)



Baixo usado por Renato Russo no Aborto Elétrico e início do Legião Urbana

Lista escrita à mão com músicas do Aborto Elétrico para possíveis demos

Letra original rascunhada de "Química"

Uma das primeiras apresentações ao vivo da Legião Urbana no "Food's", mítica lanchonete de Brasília que abria espaço para a música "jovem" desde o início da década de 1980.




Folder artesanal criado por Renato Russo com a letra de "Petróleo do Futuro" da Legião Urbana, 
Miolo do folder
Apresentação impressa criada por Renato Russo para  a música "A Dança"
Fanzine da época

Original da matéria escrita por Renato Russo para o Jornal da Feira, do Ministério da Agricultura
1986





Jornal do dia seguinte ao trágico show do Legião no Estádio Mané Garrincha em Brasília, quando 231 pessoas ficaram feridas (18/06/1988)







Alguns cadernos fac-similares podiam ser manuseados


Esboços para roteiro de cinema
Roteiro para cinema

Artes assinadas por Renato Russo

Mais um projeto inédito para cinema
Filme com participação do "ator" Renato Russo
Renato Russo em cena do mesmo filme

Esboço para possível adaptação de Faroeste Caboclo para o cinema
Legião no Programa Livre ( SBT - 1991)
Nesta foto e nas dez fotos abaixo, obras e discos que influenciaram Renato Russo e ficavam em seu escritório/biblioteca do apartamento do Rio.















Telas assinadas por Renato Russo



Setor das cartas: milhares de missivas do chão ao teto.
carta e desenho do artista e fã Juarez
Essa eu não consegui identificar o autor...o desenho parece conhecido!
Um dos seus diários. Chegou a  completar mais de vinte deles.
Outro.
"apetrechos" da mesa do seu escritório