1 de abril de 2011

Uma das mais hilárias histórias da turma da Mônica de volta às bancas

Quando comprei nesta semana a "Coleção Histórica Turma da Mônica nº 22"  e segurei na mão o Cebolinha fac-similar nº22, com o personagem-título às voltas com um disco-voador na capa, voltei à outubro de 1974, quando eu contava 7 anos completos e comprei este mesmo gibi na banca do meu bairro, perto do Rhodia ( atual Coop) graças aos trocados de minha incentivadora mãe. Conforme ia folheando a revistinha, todas as histórias, com seus detalhes, paisagens e nuances, brotavam com força de algum escaninho da minha memória. Então na página 30, eis que me aparece "Os Abobrinhas", uma das histórias mais hilárias da turma da Mônica e que eu considero uma das melhores de todos os tempos, ao lado de "Átila, o Engraxate", "Mônica é Daltônica?", entre outras. O roteiro de Márcio de Sousa pega carona nos Secos & Molhados, a grande febre da época, que tomou conta de todas as gerações, incluindo os pequeninos como eu. Além da maquiagem dos "Abobrinhas" ( Cebolinha e Cascão), há outras referências ao grupo de Ney Matogrosso e do movimento glam rock: o primeiro quadro já abre com Cebolinha ouvindo "O Vira" ( "O gato preto cruzou a estrada..."), sucesso estrondoso composto por João Ricardo ( dos Secos) e Luli ( de Luli e Lucina - na época Luli e Lucinha); e seis páginas depois o Cascão cita artistas ligados ao glam: os próprios Secos e Molhados, Alice Cooper ( um pioneiro), David Bowie ( grafado no balão como Davy Bowie) e Edy Star ( brasileiro pioneiro em maquiagem, gravou pirado disco coletivo com Raul Seixas, Sergio Sampaio e Miriam Batucada, em 1971). É uma historinha típica da época, inocente e cheia de "gags", mas pela referência e reverência pop tornou-se clássica e histórica. Para aquele menino de 1974, inesquecivelmente emocionante também.

* Nas bancas: Coleção Histórica Turma da Mônica volume 22 - março de 2011 ( inclui Mônica nº 22 - fevereiro de 1972; Cebolinha nº 22 - outubro de 1974; Cascão nº 22 - junho de 1983; Chico Bento nº 22 - junho de 1983 e Magali nº22 - janeiro de 1995) - preço R$14,95.

Nenhum comentário:

Postar um comentário